A escolha do vestido de noiva

Fernanda Moura em seu ateliê – foto: @luizougui

Carioca de sangue e paulista de coração, a estilista Fernanda Moura é apaixonada pela arte da moda.

Descobriu seu amor pela alta costura quando criou o seu próprio vestido de noiva. Estar por entre as rendas e detalhes envolvidos com tanto amor em cada transparência e aplicação de seu vestido a fez seguir para um novo caminho criativo.

Formada em Design de Moda pela faculdade Belas Artes e pós graduada em Criação de Coleção e Desenho de Moda pelo Instituto de Moda Burgo em Milão, Itália, e Negócios da Moda na FAAP, conquistou seu estilo próprio, olhar atento à tendências e muito talento para criações únicas.

Seu ateliê abre as portas para atender à demanda por vestidos de alta costura de mulheres que buscam transmitir sua personalidade, elegância e estilo. A principal característica da estilista é a leveza em suas criações. Do estilo Clássico ao Romântico, Fernanda preza pelo conforto, qualidade dos acabamentos e materiais utilizados.

Com sua coleção própria ou modelos personalizados a estilista oferece mais do que um simples vestido, oferece uma experiência única.

Fernanda Moura em seu ateliê – foto: @luizougui

 

Noiva Fernanda Moura Atelier – foto @alliancaestudio

A escolha do vestido de noiva é um ponto muito delicado do casamento. “É o vestido mais importante da vida e o sonho da maioria das mulheres”, diz Fernanda. Por isso precisa ser escolhido com todo o cuidado e calma do mundo.

Principais pontos que precisam ser definidos antes da escolha do vestido:

– O local do casamento: Se será na praia, campo ou cidade.

– Horário do casamento.

– Tipo de cerimônia: Se será na igreja ou não e qual tipo de cerimônia.

Todos esses pontos influenciam muito na escolha do vestido de noiva, o vestido precisa fazer parte de todo o cenário, local, tipo de casamento e principalmente combinar o estilo da noiva.

O perfil da festa foi escolhido? Agora é a hora de escolher o vestido!

O próximo passo é planejamento, não só financeiro como também de tempo. O ideal para começar a escolha do vestido de noiva é de um ano a seis meses antes da data do casamento. Este tempo é ideal para que a noiva pesquise bastante se ela deseja comprar, alugar ou fazer um vestido personalizado. Com este tempo planejado, é possível fazer tudo com calma e com todos os cuidados que um vestido de noiva merece.

 

Vestido dos sonhos x Modelagem

Nem sempre o vestido dos sonhos é o que fica melhor no seu corpo, então antes de definir o modelo é importante provar algumas modelagens diferentes para ver como você se sente e a diferença de um para o outro em você. “Sempre recomendo que as noivas provem estilos bem diferentes para conseguirem se enxergar de fato em um vestido”, afirma Fernanda. “Você pode escolher três tipos totalmente diferentes de vestido para ter uma ideia: um modelo sereia tomara que caia, um decote V rodado e um ombro a ombro corte reto. Desta forma você saberá exatamente qual o vestido perfeito para você”.

Caso você opte por fazer o vestido sob medida, depois de experimentar algumas opções chega o momento de ter uma reunião com a estilista. Nesta hora é muito importante reforçar os pontos positivos e negativos das provas, depois disso conversar sobre as suas preferências, ideias e referências já pesquisadas e a partir dessa reunião a estilista consegue fazer um croqui e começar a trabalhar na criação e desenvolvimento do vestido perfeito.

Os estilistas normalmente sugerem os materiais para cada vestido, como tecidos, tom de cor do forro, rendas, tipos de bordados. Só após a aprovação da noiva é que começa a produção.

Seja um vestido comprado pronto ou feito sob medida, o vestido ideal sempre emociona! “A noiva sabe quando é o seu vestido quando tem vontade de usá-lo pro resto da vida! Esta é a hora que já é possível se imaginar casando com aquele vestido”.

Contatos:

(11) 98346 4064

Email: fernanda@fernandamoura.com.br

atendimento@fernandamoura.com.br

Site: www.fernandamoura.com.br

Endereço: Avenida Copacabana, 177 – sala 25, 18 do Forte – Alphaville